Saiba como escolher um cirurgião plástico


Cada vez mais pessoas têm recorrido à cirurgia plástica para corrigir imperfeições no corpo ou buscar melhorias no visual. Muitos avanços foram conquistados no ramo da cirurgia plástica, mas ao mesmo tempo alguns casos tristes têm ocorrido, o que pode deixar muitas pessoas apreensivas e com dúvidas na hora de recorrer a um procedimento. Recentemente, ganhou repercussão o caso de uma mulher que morreu após aplicação – em quantidade e em condições inadequadas – de polimetilmetacrilato (PMMA), uma substância sintética que a despeito de múltiplos alertas científicos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e do Conselho Federal de Medicina (CFM) ainda segue sendo comercializada para fins estéticos com aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Levando em conta esse cenário, nosso primeiro artigo sobre cirurgia plástica no blog vem trazer informações para que você possa entender de uma vez por todas como escolher um cirurgião plástico e realizar seu procedimento sem medo e com total segurança. Confira o que recomenda a SBCP: 1-Cuidados ao escolher um cirurgião plástico Segundo a SBCP, para escolher um cirurgião plástico, quatro cuidados são fundamentais. - O primeiro e mais importante é sempre buscar um profissional qualificado, um médico portador de Título de Especialista outorgado pela Associação Médica Brasileira (AMB), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). A SBCP disponibiliza em sua página um link para que o paciente possa se certificar de que o cirurgião que escolheu possui essa qualificação: www2.cirurgiaplastica.org.br/encontre-um-cirurgiao - O segundo cuidado é nunca se deixar levar por modismos ou divulgações feitas em mídias sociais. Desconfie de publicidade ostensiva de médicos ou profissionais da área de saúde, sobretudo em grupos de Whatsapp, Instagram e Facebook, de pessoas que publicam reiterados elogios e fotos de resultados cirúrgicos de determinado profissional. - Um terceiro cuidado é sempre verificar as condições sanitárias e recursos onde os tratamentos serão realizados. Qualquer procedimento invasivo precisa ocorrer em estabelecimento de saúde com as devidas licenças sanitárias e preparados para eventuais emergências. Um exemplo típico de irregularidade e periculosidade são as lipoaspirações realizadas em consultórios de profissionais da saúde. - O quarto e último cuidado é seguir criteriosamente as recomendações médicas e a manutenção de canais de comunicação com o médico assistente a fim de dirimir dúvidas e/ou relatar ocorrências não previstas.


+ Manchas vermelhas no rosto? Pode ser rosácea!

+ Você sabe o que é Dermatologia Preventiva?

+ Por que aparece acne na mulher adulta?

2.Qual é a função da cirurgia plástica? A SBCP ressalta que tratamentos estéticos cientificamente reconhecidos e a atuação da cirurgia plástica e dermatologia dependem de diagnóstico e conduta médicos, como em toda a medicina. O conceito de saúde, preconizado pela Organização Mundial da Saúde é “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades”. Dessa forma, a busca por procedimentos de cirurgia plástica deve sempre ser norteada por esses princípios, deixando de lado modismos e exageros. O bom profissional saberá avaliar junto ao paciente a melhor ação a fim de trazer harmonia ao conjunto estético. Um médico qualificado saberá identificar os comportamentos obsessivos de pacientes que esperam muito mais do que a técnica empregada possa lhes oferecer. 3.Quanto tempo leva a formação de um cirurgião plástico? Para se tornar um cirurgião plástico são necessários pelo menos 11 anos de estudo da seguinte maneira:

  • 6 anos de graduação em Medicina;

  • 2 anos de residência em Cirurgia Geral: onde o médico desenvolverá uma visão mais ampla sobre o corpo humano e sua anatomia, bem como as suas habilidades cirúrgicas mais básicas praticando variadas técnicas e acompanhando seus pacientes no pós-operatório;

  • 3 anos de residência em Cirurgia Plástica: em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);

São mais de 12.000 horas de estudo cumpridas em mais de 4.000 dias, sempre sob a supervisão de outros residentes, médicos contratados e docentes. Após a obtenção do Título de Especialista, o cirurgião plástico é estimulado a buscar atualizações constantes nos mais variados temas em cursos e congressos, no Brasil e no exterior, visando se atualizar para levar os melhores tratamentos aos seus pacientes. Seguindo estas orientações, você pode escolher o cirurgião plástico de sua preferência ou recomendado por alguém de sua confiança para realizar procedimentos com total segurança. Para mais informações e dirimir dúvidas, acesse também os portais dos Conselhos Regionais de Medicina (www.cremesp.org.br), Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br) e Sociedade Brasileira de Dermatologia (www.sbd.org.br). Gostou deste artigo? Compartilhe com os amigos em suas redes sociais. A sua dúvida também pode ser também a deles. Consultoria: Dr. Ricardo Coelho de Mello, cirurgião plástico (CRM: 115.755 / RQE: 64.642)

©  2017 Clínica Maktub.

Rua José Fernandes, 2-36 - Bauru - SP

14 3204-9076

14 99167-8733